domingo, 1 de outubro de 2017

45ª Assembleia do Regional Norte 1 (AM-RR) encerra com a benção de envio dos bispos a todos os participantes




Durante quatro dias, no período de 25 a 28 de setembro, aconteceu no Centro de Treinamento Maromba, a 45º Assembleia do Regional Norte da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), reunindo bispos, padres, coordenadores diocesanos de pastoral, delegados das pastorais, religiosos e religiosas, leigos e leigas participantes de serviços, organismos, grupos e movimentos, que vieram do Amazonas e Roraima, para realizar o estudo do Documento da CNBB n.107 "Iniciação à Vida Cristã (IVC)", tema central da assembleia.

Foi uma vasta programação, realizada nos três turnos durante toda a semana praticamente, mas que na tarde desta quinta-feira (28/9), finalizou com chave de ouro, com os bispos das arqui/dioceses e prelazias, abençoando todos os presentes e fazendo o envio simbólico para a missão de cada um. Dom Mário Antônio, bispo da diocese de Roraima e presidente do Regional Norte 1, conduziu o momento, fazendo um breve retrospecto de tudo que aconteceu no decorrer da assembleia, até o momento final, onde pediu os bispos estenderem a mão e abençoar os caminhos para que as futuras ações realizadas principalmente no Ano do Laicato tenham aplicabilidade na realidade local.

“Deus é a luz, nós somos as velas acessas que vamos prosseguir o caminho da luz, muitas vezes feito em meio às trevas. Como missionários, seremos enviados como cordeiros entre lobos, por isso convido a todos os bispos aqui presentes para vir fazer esse momento do envio, pois se tem quem envia, tem quem recebe. Chegamos como brasa viva, acendemos a fogueira e agora iremos levar lenho e chamas, não apenas para a nossa residência, mas também para a nossa missão, pois se tivemos muito trabalho antes e durante à assembleia, agora que finaliza teremos muito mais. Agora fica a gratidão e o desejo de boa missão a todos”, disse Dom Mário.



Ações definidas

Para presidente do Regional Norte 1, a assembleia foi muito satisfatória, com dias de reflexão e estudo em cima do tema central: IVC, com propostas operativas para que a Iniciação à Vida Cristã continue avançando em nossas comunidades. “Concluímos hoje a 45º Assembleia da CNBB, Regional Norte -1 (AM-RR), onde vivemos a troca de experiências por meios de sugestões e celebrações. É nosso desejo que a IVC possibilite a todos um encontro real e concreto com Jesus Cristo, por isso a IVC tem um itinerário de formação dos discípulos missionário. Pretendemos no decorrer do tempo, viabilizar e efetivar todas as propostas em nossas dioceses e prelazias do Regional e que assim a nossa igreja continue produzindo muitos frutos para a vida do mundo e de todos que convivem conosco”, comentou Dom Mário.

Com relação ao Ano do Laicato (que junto ao tema do IVC e do lançamento da campanha “Compartilhe a Viagem”, foram os assuntos mais debatidos), “foi criada uma comissão de leigos e leigas com representação de cada arqui/ diocese e prelazia que ficaram incumbidos de articular as atividades a serem realizadas enquanto regional. Também foi assumido o compromisso de revitalizar os conselhos laicais aonde já existiu e instalar nas dioceses e prelazia que nunca tiveram. As dioceses e prelazias irão preparar suas celebrações de abertura do Ano do Lixão e proporcionar as Formações sobre o Documento 105 Cristãos leigos e leigas na igreja e na sociedade. Na reunião privativa dos bispos foi escolhido Dom José Ionilton Lisboa de Oliveira como Bispo referencial do Laicato”, conforme explicou Patrícia Cabral, presidente do conselho de leigos da arquidiocese de Manaus.


Regional Norte 1 encerra estudo e destaca encaminhamentos para o IVC nas dioceses e prelazias



No encerramento do estudo do documento 107 da CNBB, realizado durante a 45ª  Assembleia do Regional Norte 1 da Conferência dos Bispos do Brasil (CNBB),  padre Antônio Marcos Depizzoli, assessor da Comissão Episcopal Pastoral para Animação Bíblico-Catequética, convidado a participar do encontro para auxiliar no estudo, apresentou um vídeo disponível no canal do youtube do Regional Sul 2 da CNBB, onde bispos da 55ª Assembleia Geral da CNBB esclarecem questões a respeito da temática Iniciação à Vida Cristã:  Itinerário para formar Discípulos Missionários na Igreja Católica do Brasil.

No vídeo os bispos presentes explicam o quão importante é trabalhar a Iniciação à Vida Cristã (IVC), visto que o tema aflorou e precisamos festejar por esta iniciativa pois o país precisa renovar e intensificar ações de encontro real com Cristo; foi falado sobre o termo mistagogia, que é educação para o mistério do amor de Deus revelado em Jesus Cristo que quer manifestar a salvação para todos os povos, a catequese, a iniciação à vida Cristã, os sacramentos, não são apenas processo de instrução ou escolarização, mas introduzir no mistério, recuperando a importante ideia que após celebrar os sacramentos a pessoa vai compreender melhor o que representa ser cristão.

No vídeo também destacam alguns desafios dos padres pois eles precisam fazer com que a sua comunidade seja acolhedora e conheça Cristo e evangelize a partir do testemunho da vivência cristã. Com o IVC quer-se, ajudando os catequistas no processo de encontro com Cristo, pois, assim como a Samaritana, ao encontrarmos o Senhor devemos tornar-nos missionários. Ainda destacaram que é preciso pensar em como fazer com que aqueles que vão ao nosso encontro tenham uma experiência real com Cristo.

Em seguida, houve a apresentação da síntese das discussões nos grupos de trabalho sobre a construção do projeto de Iniciação à Vida Cristã para as dioceses, que representam um novo passo como afirma o presidente do Regional, Dom Mario Antônio. Nesta houve a proposta de se criar uma comissão regional de IVC com pessoas que conheçam as diversas realidades, envolvendo bispos, padres e leigos, com a finalidade de articular o processo nas dioceses e prelazias; a realização de pré-seminários de IVC em 2018; a criação de uma comissão para confeccionar os subsídios para o IVC, dentre outros.  Segundo Dom Mario, tudo o que foi colocado atendeu às expectativas do início da assembleia.

Nas Comunicações Pastorais, houve a participação da Pastoral da Saúde, Pastoral Universitária, Pastoral Familiar, Pastoral do Surdo, Pastoral Presbiteral, Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), Cáritas, Instituto de Teologia, Pastoral e Ensino Superior da Amazônia (Itepes), Conselho Missionário Regional (Comire) e Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam).













sábado, 30 de setembro de 2017

Nota sobre os fatos ocorridos na terra do Rio Jandiatuba, no Amazonas – Regional Norte 1


Durante a 45a. Assembleia do Regional Norte 1 – Amazonas e Roraima, a conselheira do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), Adriana Azevedo, apresentou algumas ações do CIMI no Regional Norte 1 e a problemática que envolvem indígenas. Diante do exposto, os bispos presentes produziram uma nota manifestando preocupação e repúdio à violência impetrada aos povos indígenas, com destaque aos fatos ocorridos na terra do Rio Jandiatuba, no Amazonas.


Confira a nota na íntegra



Representantes do Regional Norte 1 fazem estudos sobre documento 107 sobre Iniciação à Vida Cristã para fortalecer evangelização




Os bispos, padres e leigos da Arquidiocese de Manaus; dioceses do Alto Solimões, Coari, Parintins, Roraima e São Gabriel da Cachoeira; e prelazias de Tefé, Itacoatiara e Borba deram continuidade à Assembleia do Regional Norte 1 – Amazonas e Roraima, que está sendo realizado desde a noite do dia 25 de setembro, no Centro de Formação Maromba, localizado no bairro Chapada.  Neste dia iniciaram os estudos sobre o documento 107 da CNBB “Iniciação à Vida Cristã:  Itinerário para formar discípulos missionários, sob a assessoria do Padre Antônio Marcos Depizzoli, assessor da Comissão Episcopal para Animação Bíblico-Catequética.

Pe. Antônio iniciou sua explanação mostrando de que forma foi estruturado o documento 107 e que tenta mostrar um caminho para uma vida com Cristo e ajuda na criação de um projeto diocesano de Iniciação à Vida Cristã (IVC). Citou diversos exemplos que comprovam sua afirmativa de que o primeiro anúncio se dá não apenas pela palavra, nos encontros de catequese, mas também através de ações, da acolhida, do cuidado com o outro, da vivência da comunidade.  Afirmou que a igreja deve ser um lugar de acolhimento onde as pessoas se sintam complementadas.

Mostrou o livreto da novena de natal proposta pela CNBB para este ano, que foi preparada com temas tirados do documento 107 sobre IVC – Itinerário para formar discípulos missionários trabalha com a citação “Iniciação é mergulhar com todo o ser no mistério do amor de Deus”. Destacou a importância do Querigma. Após o almoço as atividades recomeçaram às 14h30, com oração e logo após veio o momento das Comunicações Pastorais, quando pastorais e organismos fizeram um breve resumo das suas atividades realizadas durante o ano. Na sequência, pe. Antônio continuou sua explanação, dando ênfase em como as dioceses podem elaborar seus projetos de IVC.

“Pela manhã nos fizemos uma fala mais introdutória a respeito do documento 107 da CNBB e agora pela parte da tarde desenvolvemos um pouco mais a respeito do projeto diocesano de Iniciação à Vida Cristã, onde conversamos sobre os agentes e os pressupostos importantes para que ele seja desenvolvido e terminamos deixando a proposta para que amanhã, nós façamos uma reunião por grupos para discutir um pouco a partir do texto que foi apresentado aos bispos de como chegar à elaboração de linhas mestras do Regional para as dioceses, para que tenham mais condições de elaboras seus próprios projetos de IVC”, resumiu o assessor padre Antônio Marcos.

Momento cultural e Lançamento do Ofício Divino da Juventude (ODJ) da Regional

Após o jantar que foi servido pontualmente as 18h30, o Ofício Divino da Juventude (ODJ), fez sua apresentação musical encerrando a programação do segundo dia da assembleia. “Estamos lançando hoje, na assembleia dos bispos e das pastorais, o ODJ do Regional Norte 1 que foi construído pelos próprios jovens e nesta noite vamos apresentar o livrinho que foi produzido em Parintins e São Gabriel da Cachoeira, com textos, orações, músicas, danças circulares, construídos pelos jovens das diversas dioceses do Regional e também estaremos lançando o CD com todas as músicas e mantras meditativos que estão no livrinho, que serão interpretados pela nossa ‘banda’ formada por integrantes de várias dioceses”, comentou Filipe Fialho, da secretaria Regional da Pastoral da Juventude.

Por Ana Paula Lourenço
Colaborou: Érico Pena








quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Regional Sul 1 apresenta aos bispos do Amazonas e de Roraima o projeto missionário na Amazônia


Foi com alegria que as dioceses e prelazias do Regional Norte 1 receberam a visita do padre João Carlos, da Arquidiocese de São Paulo - Regional Sul 1, que veio à Manaus para participar da 45ª. Assembleia do Regional Norte 1 e apresentar aos bispos presentes o esboço do Projeto Missionário para o Amazonas e para Moçambique - África, que deve ser aprovado na assembleia a ser realizada no estado de São Paulo, em outubro deste ano.

Padre João Carlos fez sua explanação no terceiro dia da assembleia, com distribuição de um folder explicativo sobre o projeto e apresentação de vídeos institucionais que mostram as missões realizadas e chamando para as missões previstas para os próximos três anos na Amazônia, especificamente nos estados do Amazonas e de Roraima, dando continuidade aos 21 anos de presença destes missionários na região, iniciado na década de 90, a partir da iniciativa lançada durante a Assembleia Geral dos Bispos do Brasil realizada em abril de 1994, sendo os municípios de Manaquiri e Borba, ambos do Amazonas, os primeiros a receber os missionários, e depois outros foram enviados para abrir novas frentes de missão na Amazônia, tendo sido enviados um total de 70 missionários entre os anos de 1996 e 2017.

“Vim com o objetivo de relançar o Projeto Missionário do Regional Sul 1 - São Paulo, que tem por objetivos a cooperação entre as Igrejas do regional Sul 1 e Norte 1, despertar nos cristãos o ardor e o compromisso com a missão, e também enviar, manter e acompanhar por um período de três anos 12 missionários na Amazônia”, declarou padre João Carlos que lançou também o convite para que muitos participem do projeto rezando, cooperando economicamente, se possível, e partindo para a missão pessoalmente, em vista da promoção e defesa da vida.

Alguns dos presentes nesta assembleia são missionários enviados pelo Regional Sul 1 e contaram um pouco da experiência e o tempo que aqui estão, como a leiga Izalene Tiene, que foi enviada para a missão ao município de Tabatinga, na Diocese do Alto Solimões e agora está em Manaus, colaborando na Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam). Outro missionário é Dom Sergio Eduardo Castriani, que teve sua primeira experiência na Amazônia, há 38 anos (em 1979), na cidade de Feijó – Acre, logo após sua ordenação presbiteral; tendo anos depois, em 1998, se tornado bispo, assumindo a Prelazia de Tefé - Amazonas e, em dezembro de 2012 foi nomeado arcebispo da Arquidiocese de Manaus, tomando posse em fevereiro de 2013.











Bispos, padres e leigos participam da 45a. Assembleia do Regional Norte 1 (AM-RR) ocorrido em Manaus



No período de 25 a 28 de setembro, os bispos das nove arqui/dioceses e prelazias estarão reunidos na 45ª. Assembleia do Regional Norte 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – Amazonas e Roraima, cujo tema central será Iniciação à Vida Cristã. A abertura acontece nesta segunda-feira (25/9), às 18h, e nos demais dias a programação acontece de 8h às 18h, no Centro de Treinamento Maromba.

Na ocasião, foram tratados diversos assuntos como a realidade das populações indígenas nas localidades que compreendem o regional, os projetos missionários, a situação da migração no Amazonas e em Roraima, a campanha “Migração e Refúgio”, e encaminhamentos sobre o ano do laicato.

  A abertura

O momento inicial foi marcado pela celebração eucarística presidida por Dom Mario Antônio presidente do Regional Norte 1; concelebrada por Dom Jose Ionilto, bispo de Itacoatiara; com o auxílio do diácono Francisco Andrade. Depois ocorreu um momento de apresentação dos participantes e leitura do relatório do Regional Norte 1.

“Estamos iniciando a 45a. Assembleia do Regional Norte 1 – Amazonas e Roraima que nesse ano tem como tema central a “Iniciação â Vida Cristã”, acompanhando a Assembleia Geral dos bispos, ocorrido em Aparecida – São Paulo, estamos reunidos em Manaus para acolher o documento 107 da CNBB, a continuar com as reflexões e estudos sobre o tema  para juntos assumirmos um compromisso em nosso Regional, dioceses e prelazias. Queremos, além da Pastoral Catequética, todas as Pastorais tomem conhecimento dessa proposta da igreja no Brasil, que vem do Concílio Vaticano II, fazendo com que a evangelização não seja apenas um ato doutrinal, mas também celebrativo e vivencial. O grande ganho da iniciação à vida Cristã é dar essa característica vivencial.

Esperamos que essa assembleia nos ajude a refletir e avançar na evangelização de nossas comunidades com esse caminho de seguimento a Jesus” destacou dom Mario.

Sobre o Regional

A Igreja Católica no Brasil é organizada por circunscrições eclesiásticas, atualmente é composta por 18 regionais. Nesta série, conheça as curiosidades de cada regional da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB): a começar pelo ‘Norte 1’, que abrange o norte do Amazonas e o estado de Roraima.

“O regional Norte 1 surgiu na perspectiva de melhor se organizar, para que a Igreja possa estar mais perto do povo e ser uma Igreja em comunhão”, explica o secretário executivo do regional, diácono Francisco Andrade de Lima. Para ele, o ‘Norte 1’ tem sido uma instância de comunhão, de articulação e apoio às dioceses, prelazias, pastorais, serviços e organismos.

“Nesse sentido, o regional tem uma relevância para a Igreja presente numa região de muitos desafios, sobretudo o geográfico (…). Apesar do isolamento, das distâncias, das dificuldades de comunicação, o ‘Norte 1’ tem procurado ser um espaço de comunhão, de participação e de apoio neste pedaço importante da Amazônia”, completa o secretário executivo.

Presidido pelo bispo de Roraima, dom Mário Antônio da Silva – eleito para o cargo em 2015-, o regional procura estar em sintonia com as indicações das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil. “Atualmente temos as nossas diretrizes em comunhão com as cinco urgências da Ação Evangelizadora, com pistas de ação para que cada Igreja particular, cada pastoral, movimento ou organismo possa caminhar de forma conjunta, criando uma grande rede de evangelização”, afirma dom Mário.